MÉDICO QUER TESTAR CANNABIS MEDICINAL EM CRIANÇAS

Veja abaixo nossos artigos
MÉDICO QUER TESTAR CANNABIS MEDICINAL EM CRIANÇAS
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

MÉDICO QUER TESTAR CANNABIS MEDICINAL EM CRIANÇAS

Um médico australiano quer testar cannabis medicinal em crianças com distúrbios comportamentais, incluindo TDAH e autismo.

O pediatra Daryl Efron disse à RNZ que os pais pedem para que não tenham que dar antipsicóticos e antidepressivos a seus filhos.

"Esses pais estão realmente desesperados. As crianças são incrivelmente desafiadoras com seus comportamentos - estamos falando de crianças com deficiências intelectuais graves, autismo severo, que muitas vezes são agressivas, podem se auto agredir, podem ser altamente agitadas".

Os medicamentos existentes têm altos riscos de efeitos colaterais, incluindo ganho de peso, o que pode levar a mais complicações de saúde.

"Às vezes acabamos usando um segundo medicamento para tratar os efeitos colaterais do primeiro", disse o Dr. Efron. "Se a cannabis medicinal é uma alternativa segura e eficaz - o que acredito que seja bem possível - isso seria um excelente complemento."

Ele não está falando sobre causar efeito psicoativo nas crianças - o ingrediente ativo que tem evidências de alguma eficácia é o canabidiol, que não é psicoativo.

"Os principais efeitos colaterais nos estudos que foram feitos foram diarréia e sonolência - algumas crianças ficam com um pouco de sono - mas não parece ser tão perigoso quanto o THC".

Mas poucas tentativas foram feitas em adultos, muito menos em crianças. E como ele diz, as evidências não têm validade científica.

"Eu acho que é uma opção, definitivamente, que vale a pena perseguir."

O Dr. Efron e seu colega Jeremy Freeman explicaram mais detalhadamente o seu esforço para testes em crianças em um artigo publicado no Journal of Paediatrics e Child Health neste ano.

No artigo, eles falam sobre uma "menina de 10 anos com transtorno de estresse pós-traumático" que obteve "benefícios substanciais do óleo de CBD, com redução da ansiedade e melhora do sono".

"Nenhum efeito colateral foi observado durante cinco meses de tratamento".

Outra pesquisa com pais de crianças epilépticas no Facebook encontrou relatos de melhora do "humor, comportamento e alerta" graças aos extratos de cannabis orais.

Um referendo sobre o consumo de cannabis é esperado na Nova Zelândia até ou na próxima eleição geral em 2021. O uso medicinal limitado de canabidiol foi aprovado pelo governo, mas os pacientes descobriram que não é assim tão fácil de obter.

Fonte: News Hub

 

 

 

Artigos relacionados: